Quero ter um animal de estimação. Que animal escolher?

Início » Blog » Quero ter um animal de estimação. Que animal escolher?

Excelente, muitas pessoas optam por acolher um animal de estimação em suas casas.

Ter um animal de estimação é uma oportunidade não só estabelecer uma ligação única com outro ser, mas também de viver novas experiências.

Estudos e relatos demonstram o impacto positivo que os “pets” têm na vida das pessoas, que é tão grande quanto a força dos laços existentes entre ambos, no entanto é preciso fazer boas escolhas, para que esses laços sejam fortes e duradouros.

Mas, antes de perguntar que animal de estimação escolher, devemos perguntar será que devo ter um?

Acolher um animal no nosso seio familiar, significa assumir um compromisso para com o seu bem estar, durante toda a sua vida, não esquecendo que as suas necessidades variam ao longo desta. Um animal jovem oferece desafios muito diferentes de um animal adulto, e sobretudo de um animal idoso.

Compreender se temos possibilidade e disponibilidade para satisfazer as suas necessidades é o primeiro passo antes de tomar uma decisão tão importante como esta.

Personalidade do animal de estimação

Nem todos os animais têm a mesma personalidade, nem as mesmas necessidades de espaço. Devemos ter em conta a espécie, a raça, o tamanho, a idade e a saúde do animal em causa.

É necessário garantir que têm espaço suficiente para se movimentar à vontade. Quanto maiores ou mais energéticos forem, mais espaço precisam. Negar-lhes o espaço que necessitam pode resultar em infelicidade, frustração, ou em problemas comportamentais ainda mais graves.

A não ser que seja uma pessoa super ocupada e energética que procura uma desculpa para abrandar, ou uma pessoa sedentária que procura um desafio para se tornar mais activa, ajuda se os seus níveis de energia e ocupação coincidirem com as necessidades e energia do seu animal de estimação. Caso contrário, pode ver as suas expectativas não correspondidas, ou não ter a capacidade de oferecer a vida e estabilidade que o animal precisa.

Gatos

Na sua relação com os humanos, o gato servia como controlo de pragas autónomo e mais tarde como animal de companhia. Por essas razões, as raças existentes são selecionadas com maior foco na estética e não no trabalho.

A grande maioria dos gatos adapta-se bem a uma vida de apartamento, mas proporcionar estimulo é importante, pois são animais curiosos e têm periodos bastante activos. Além disso, gostam de estar em sitios elevados. Não necessitam de ir à rua, mas é importante ter a caixa de areia limpa e num local apropriado, ter água limpa sempre disponível e alimento na quantidade correcta.

Os gatos são animais que na generalidade gostam de contacto, brincadeira e carinho com os seus tutores, no entanto são independentes e valorizam muito o seu espaço pessoal. Em estado natural, os gatos tendem a ser solitários e territoriais. Esta independência herdada dos seus antepassados, também faz com que, na sua maioria, sofram menos com ansiedade de separação e fazem a vida normal deles, enquanto os donos trabalham.

Cães

Os cães são um caso muito diferente dos gatos, não só a nivel social, mas também com mais variedade quer a nível de tamanho, quer de temperamento.

São animais sociais, que têm o instinto de viver em matilha. Ao longo da história, os cães foram selecionados com o trabalho e temperamento em mente, por exemplo caça, puxar carga, pastoreio, guarda e desporto.

Mas não se assustem. Ter um cão não significa incluir 2 horas de treino diário intenso na vossa rotina, com o vosso novo companheiro patudo. Nem todos os cães têm a mesma personalidade. Muitos têm temperamentos calmos, e dão-se perfeitamente bem em apartamentos, desde que lhes seja permitida acesso ao exterior, pelo menos 3x por dia para as suas necessidades e para esticar as pernas. Ainda assim, o estímulo intelectual e a interação com o seu humano continuam a ser muito importantes.

Quando comparados a gatos, é mais provavel que um cão sofra de ansiedade de separação. O seu instinto social, e a dependência do seu lider da matilha traduzem-se em alguma ansiedade e insegurança quando ficam sozinhos, principalmente quando confinados em espaços pequenos e sem estimulos. Mas cada caso é um caso e cada animal tem uma personalidade diferente.

Por isso, se está a contemplar arranjar um cão, garanta que tem tempo para lhe dedicar. Ele precisa de si presente. Garanta que tem espaço. Ele precisa de exercicio e brincadeira.

Escolha um cão que se encaixe nas condições que tem para oferecer, na sua própria personalidade e na sua experiência a lidar com cães.

Exóticos

Alguns animais exóticos requerem pouco espaço para levarem uma vida feliz e confortável. Atenção que alguns começam muito pequenos e tornam-se adultos enormes. Pessoas que acolhem iguanas bebés, ou até mesmo algumas espécies de peixes para aquários, uns anos depois acabam com um GRANDE problema, difícil de resolver.

É preciso ter em conta que alguns vivem em ambientes com características muito particulares, difíceis de proporcionar, e com dietas específicas. Isto é verdade para répteis, peixes, anfíbios, pequenos mamíferos e aves.

A maioria destes animais não dão bons animais de estimação devido à complexidade das suas necessidades. Ainda que seja possivel dar boa qualidade de vida a animais deste tipo, a verdade é que na maioria dos casos exige estudo e dedicação extras. Muitos levam vidas curtas e pouco saudáveis, não por falta de amor, mas por falta de conhecimento.

Atenção, que muitos animais exóticos necessitam de documentação especifica para garantir que são provinientes de origem legal. O tráfico de animais exóticos e a devastação que a mesma provoca nos seus ecossistemas de origem, são assuntos muito sérios.

Caso esta seja a sua escolha, dedique o tempo suficiente para preparar tudo para a chegada do seu novo (ou novos) companheiros e verifique sempre a proviniência.

Treino / Educação

Esta secção é mais orientada para cães e gatos, mas outros animais podem ser treinados também.

Ao falar de treino, falamos de aspectos importantes da educação do seu animal, e não necessariamente a aprendizagem de “truques”. E sim, gatos também podem ser treinados.

O treino cria uma linguagem entre ambos que eleva o nível de compreensão mútua a outro patamar. É uma ferramenta que ajuda a fortalecer a ligação entre animal e tutor. Além disso, ajuda a criar objetivos e estimulação mental, e evita situações constragedoras, ou até mesmo perigosas.

Um dos aspectos do treino que é muito importante, é a sociabilização com outros animais e humanos. Outro é a dessenssibilização de situações que o seu animal considera desconfortáveis ou assustadoras, como aspectos de sanidade básicos (corte de unhas, limpeza de orelhas), viagens de carro, ou mesmo uma visita do veterinário.

Além disso o treino aumenta a confiança tanto do animal como do tutor, e torna-se particularmente recompensador para ambos, quando a ligação criada permite que percebam até as nuances mais ténues um do outro.

Custo de ter um animal de estimação

Infelizmente há um custo associado a ter animais de estimação.

Esse custo pode ser maior ou menor conforme o tipo animal, mas geralmente envolvem gastos com alimentação, saúde e higiéne, acessórios e despesas legais.

Alimentação

Uma alimentação correcta e de qualidade é muito importante para que o seu animal de estimação viva uma vida longa e saudável.

Dependendo das suas características (espécie, tamanho, especificidade da dieta), as contas de alimentação podem ir de insignificantes a avultadas.

Se por um lado, um aquário médio com meia dúzia de peixes não tem despesas altas com alimentação, já um cão de grande porte e activo, tem despesas significativas.

Se decidirem acolher um companheiro, pesquisar sobre o tipo de dieta que ele precisa e a frequência com que necessita de ser alimentado, ajuda a ter uma boa noção de quanto pode custar alimentá-lo.

Saúde e higiéne

Alguns animais, nomeadamente os que vivem confinados em gaiolas, terrários, aquários necessitam de limpeza regular dos espaços em que vivem. Isso pode exigir mudança do substracto, produtos de limpeza, manutenção de filtros. É importante perceber o ambiente que precisa de criar para alojar o seu animal e o custo dos produtos necessários para o manter limpo e higienizado.

No caso de cães e gatos, pode ser necessário comprar escovas para o pêlo, por exemplo, e uma tesoura para cortar as unhas. Caso não seja capaz de realizar essas tarefas sozinho, deve visitar um groomer ou um veterinário periodicamente para proceder a essas tarefas de higienização.

Quanto à saúde, há gastos com vacinas, desparasitações, e é preciso contar com alguns precalços. Mesmo em animais aparentemente saudáveis, podem aparecer doenças ou acontecer acidentes que necessitam atenção médica. Alguns tratamentos e medicações podem ser muito dispendiosos. É importante falar com um veterinário para perceber os custos regulares de saúde com que tem de contar para o seu animal.

Despesas legais

No caso dos cães é obrigatorio ter licença, boletim de vacinas, microchip, vacina da raiva em dia, e os cães de raça potencialmente perigosa precisam de um seguro de responsabilidade civil. No caso dos gatos e furões também é obrigatório ter microchip.

As restantes vacinas, apesar de não obrigatórias, são obviamente recomendadas para proteção do animal. O microchip é uma medida para registo dos cães, gatos e furões é obrigatório, com vista a combater o abandono.

Se forem viajar, é necessário tratar da documentação exigida por lei, que vai depender do país para o qual irá viajar.

Todas estas obrigações legais são resolvidas com a ajuda de um veterinário. Se têm dúvidas, ou se precisam de uma previsão de custos, contactem-nos.

Conclusão

Ter um animal de estimação é das experiências mais gratificantes que podemos ter. Ao decidirmos embarcar nessa viagem, temos de ter consciência da mudança que esse evento vai provocar nas nossas vidas, e nas deles.

Há que garantir que temos a capacidade de oferecer as condições necessárias para um compromisso que vai ser de longo prazo.

Estar preparado e fazer as escolhas certas, é a unica maneira de garantir uma experiência mágica.

Se mesmo assim ainda se sentem inseguros, ou não sabem o que fazer, entrem em contacto connosco. Garantimos que vamos dar o nosso melhor para vos apoiar.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *