Lagarta Processionária – Proteja os Seus Animais de Estimação

Início » Blog » Lagarta Processionária – Proteja os Seus Animais de Estimação

As lagartas processionárias, conhecidas cientificamente como Thaumetopoea pityocampa, são criaturas fascinantes à primeira vista, mas por trás de sua aparência inofensiva, esconde-se um perigo potencialmente letal para nossos amigos de quatro patas.

carreiro lagarta processionaria em cima de chão de tabuas de madeira

Originárias de regiões do sul da Europa, estas criaturas têm um ciclo de vida peculiar que pode representar um sério risco para os animais de estimação, principalmente cães e gatos.

O Ciclo de Vida da Lagarta Processionária

ninho de lagarta processionária em pinheiro

O ciclo de vida da lagarta processionária começa quando as mariposas fêmeas adultas depositam seus ovos nas extremidades dos ramos das árvores, geralmente pinheiros. Após algumas semanas, as lagartas emergem desses ovos, alimentando-se de folhas e ganhando tamanho rapidamente. Durante o período de alimentação, essas criaturas urticantes tecem teias características em forma de ninhos, onde se abrigam durante os meses mais frios do ano.

À medida que a primavera se aproxima, as lagartas, agora maduras, deixam os seus ninhos em busca de solo macio para enterrarem-se e iniciarem a fase de pupa. Após algumas semanas nessa fase, as mariposas adultas emergem, reiniciando o ciclo ao depositarem seus ovos nas árvores circundantes.

O Perigo para os Animais de Estimação

Embora a lagarta processionária possa passar despercebida para muitos, a sua presença representa um risco grave para os animais de estimação. Os pêlos que cobrem os seus corpos contêm uma substância tóxica que pode causar reações alérgicas graves e até mesmo a morte em cães e gatos.

pelos urticantes da lagarta processionária em pormenor

Os animais, muitas vezes curiosos, podem ser atraídos pelos ninhos das lagartas ou mesmo pelas próprias criaturas enquanto estão no solo. Ao cheirar ou lamber as lagartas, os seus rostos e línguas podem entrar em contacto com as cerdas urticantes, desencadeando uma série de sintomas adversos. Estes incluem inchaço, irritação, vómitos, dificuldade respiratória, necrose e, em casos extremos, choque anafilático.

ninho de lagarta processionária em pinheiro

Medidas de Prevenção e Cuidados

Aqui estão algumas medidas de prevenção que podem ajudar a evitar o contacto com estas criaturas de maneira eficaz:

  1. Evite áreas infestadas: Conhecer as áreas onde as lagartas processionárias são comuns pode ajudar a evitar a exposição. Evite caminhar ou deixar seus animais de estimação soltos em locais onde estas criaturas são conhecidas por habitar, como bosques de pinheiros ou áreas arborizadas.
  2. Mantenha os animais de estimação sob controle: Durante os passeios ao ar livre, mantenha os seus animais de estimação sob supervisão próxima e controle. Use trelas ou coleiras para garantir que não se aproximem de áreas potencialmente perigosas.
  3. Eduque-se sobre os sinais de infestação: Aprenda a reconhecer os sinais de presença de lagartas processionárias, como a presença de ninhos em árvores ou a observação das próprias lagartas no solo. Fique atento a esses sinais ao explorar áreas naturais.
  4. Remova ninhos quando possível: Se identificar ninhos de lagartas processionárias em árvores próximas à sua propriedade, considere entrar em contacto com profissionais de controle de pragas ou serviços de manejo de vegetação para remover os ninhos de maneira segura e adequada.
  5. Proteja as árvores: Existem medidas preventivas que podem ser tomadas para proteger as árvores contra a infestação de lagartas processionárias. Consulte um especialista em jardinagem ou controle de pragas para obter orientações sobre tratamentos químicos ou físicos que possam ser aplicados para evitar a presença dessas criaturas.

No caso de suspeita de exposição à lagarta processionária, é fundamental procurar imediatamente assistência veterinária. Os sintomas podem se desenvolver rapidamente e requerem tratamento urgente para evitar complicações graves.

Como Lidar com a Lagarta Processionária

Se você encontrar lagartas processionárias no chão, é importante abordar a situação com extrema cautela devido ao perigo que representam devido às suas cerdas urticantes.

pé com tenis   prestes a esmagar carreiro de processionária
Evite esmagar as lagartas. pode libertar pelos urticantes para o ar

O ideal é evitar ao máximo a próximidade, mas no caso de não ser possivel, aqui estão algumas diretrizes sobre como manuseá-las com segurança:

  1. Evite contato direto: A simples manipulação pode provocar a libertação de pelos urticantes para o ar, que podem pousar na pele, olhos ou ser inalados por isso tenha extremo cuidado. Nunca toque nas lagartas processionárias com as mãos nuas. Os pêlos urticantes podem causar irritação na pele e reações alérgicas graves. Use luvas grossas e proteção adequada ao manusear essas criaturas.
  2. Use ferramentas: Se precisar remover as lagartas do chão, use uma pá, pinça ou outro utensílio longo para manipulá-las. Isso ajudará a manter uma distância segura entre você e as lagartas, minimizando o risco de exposição aos pêlos urticantes.
  3. Evite esmagar as lagartas: Tente evitar esmagar as lagartas processionárias, pois isso pode libertar suas cerdas urticantes, aumentando o risco de exposição. Em vez disso, use métodos de remoção que não envolvam esmagamento, como colocá-las em um recipiente fechado.
  4. Descarte com cuidado: Após remover as lagartas do local, coloque-as em um recipiente selado ou saco plástico e descarte-as adequadamente. Certifique-se de selar bem o recipiente para evitar que as lagartas escapem.
  5. Limpeza: Após manusear as lagartas processionárias ou entrar em contato com áreas onde elas estavam presentes, lave bem as mãos e outras partes expostas da pele com água e sabão. Isso ajudará a remover qualquer cerda urticante que possa ter ficado na pele.

Conclusão

Em resumo, embora a lagarta processionária possa parecer apenas uma criatura inofensiva, o seu potencial para causar danos aos animais de estimação é uma preocupação séria. Ficar atento à presença destas criaturas e adotar medidas preventivas adequadas são passos essenciais para garantir a segurança e o bem-estar de nossos amigos peludos.

Seguindo essas diretrizes de manuseio seguro, pode lidar com lagartas processionárias de forma eficaz, protegendo-se a si e aos outros de possíveis danos causados pelas cerdas urticantes dessas criaturas.

Se tem dúvidas sobre este ou outros temas, contacte-nos.

Lembre-se, vamos até si!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *