Como fugir ao veterinário no Verão – 5 cuidados importantes

Início » Blog » Como fugir ao veterinário no Verão – 5 cuidados importantes

Nós, os veterinários, adoramos quando os patudos nos vêm visitar, excepto quando vêm pelas piores razões. No Verão há uns aspectos a ter em atenção, por isso deixamos-vos 5 dicas para não visitarem o veterinário desnecessariamente.

Golpes de calor

Atenção aos horários de maior calor. Proporcione um local fresco, ventilado e com sombra ao seu animal. Casotas exteriores expostas ao sol, não protegem do calor. Deve haver cuidado redobrado quando se trata de animais de raças que apresentam dificuldades respiratórias (bulldog francês e inglês, pug…), pois podem não conseguir realizar uma termorregulação efetiva. Não deixem animais dentro de veículos e escolham sempre as horas de menor calor para os passear (manhã e fim de tarde). Evitem pavimentos sintéticos com tendência para aquecer muito, como estradas de alcatrão (podem mesmo queimar a parte inferior das patas).

Cuidados de grooming

O nosso instinto diz-nos que se está calor, devemos tosquiar os nossos animais para maior conforto, mas não é bem assim. O pêlo tem uma função importante no que diz respeito à regulação da temperatura corporal do animal, e ao tosquiar pode tornar o seu animal mais suscetível ao aumento de temperatura. Por isso, se o pêlo estiver em boas condições, em vez de tosquiar a fundo, peça ao seu groomer para apenas escovar ou aparar o pêlo.

Água sempre disponível

Água fresca e limpa sempre disponível. Além da importância da água para uma série de funções corporais, a ingestão de água tem também uma função importante a nível da termorregulação corporal.

Na praia

Além dos cuidados normais contra o calor (disponibilizar sombra e água) é preciso ter cuidado com a areia e a água do mar, que podem não só irritar a pele, mas também causar outros problemas como otites. No fim do dia deve passar o animal por água doce. Atenção também aos “artefactos” que se escondem debaixo da areia e que possam ser engolidos. Anzóis, linhas de pesca, conchas e até T-shirts. Já vimos tudo isso acontecer e mais. Situações envolvendo corpos estranhos são sempre chatas e algumas são bastante preocupantes.

Mosquitos Pulgas e Carraças

Nesta lista, esta é a única dica que necessita da visita do veterinário. No Verão, as populações de parasitas aumentam. Álem do incómodo que provocam, podem causar alergias, dermatites e ainda podem transmitir doenças perigosas como a leishmaniose e a dirofilariose. Banhos refrescantes na praia ou no rio, podem inclusivamente reduzir a eficácia de alguns desparasitantes. Fale com um veterinário para que o seu companheiro esteja sempre protegido. Contacte-nos se precisar da nossa ajuda. Estamos ao seu dispôr e lembre-se:

Vamos até si!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *